Itaipava 1 x 0 Octávio Mangabeira

Octávio Mangabeira (1886-1960) foi engenheiro, professor, membro da Academia Brasileira de Letras e ministro do exterior. Governador eleito da Bahia, após a ditadura Vargas, construiu, sob inspiração de Anísio Teixeira, a Escola Parque — empreendimento educacional arrojado, gratuito e de tempo integral, situado no popular e populoso bairro da Caixa d’Água. Dentre outras realizações, também fez erguer o Fórum Ruy Barbosa, ainda hoje uma das principais referências urbanísticas de Salvador.

Octávio Mangabeira era também o nome oficial do antigo estádio da Fonte Nova, demolido em 2010 para dar lugar à Arena Fonte Nova. Ou melhor, Itaipava Arena Fonte Nova, uma vez que a cervejaria Itaipava assinou, com o consórcio responsável pelo estádio, um contrato que prevê esse batismo inusitado e pouco sonoro. Foi tudo negociado na surdina e a notícia vem a público às vésperas do jogo inaugural. E dane-se o povo, se gostar do nome novo ou não, porque os atores privados, com a conivência habitual e venal dos políticos, já decidiram o que lhes convém — ainda que a obra, na prática, seja quase 100% custeada com dinheiro público.

Mesmo nesse tempo onde tudo se vende e tudo se compra, causa espanto ver o nome de um importante personagem da nossa história ser suprimido em favor de uma marca de cerveja. Mas, no Brasil, a história pouco importa, e na Bahia, menos ainda. A cerveja, porém, não pode faltar.

Placar do jogo: Itaipava, um, Octávio Mangabeira, zero. E que venham Bahia e Vitória, para mais um clássico do subdesenvolvimento.

7 ideias sobre “Itaipava 1 x 0 Octávio Mangabeira

  1. Iuri Almeida

    Perfeito professor, demonstrou o sentimento de todos os baianos que estão indignados com essa falta de respeito ao nosso povo.

    Resposta
    1. Cláudio Amorim Autor do post

      Prezado Danilo,

      MUITO obrigado por essa excelente contribuição. Felizmente temos ainda mentes lúcidas, como a do Dr. Nery, capazes de exprimir indignação por meio da crítica competente. Por outro lado, é alarmante como o assunto foi esquecido tão rápido, e o absurdo aceito pelo povo com tanta naturalidade. Realmente, a sociedade está entorpecida.

      Resposta
  2. antonioneryfilho

    Prezado Cláudio,
    Felizmente nos reencontramos. Nossas atividades docentes, distintas, nos aproximaram durante algum tempo, além do trabalho que Luciano, meu filho, lhe deu. Como você, fiquei tocado pelo silêncio de uns e cumplicidade de outros, com o acréscimo feito ao nome da Fonte Nova e apenas “uma placa homenageando o Governador Octávio Mangabeira, no interior do Estádio, mas em destaque…” Uma pena. Uma lástima. Não irei à Fonte Nova enquanto portar o nome de uma cerveja. Como você e os baianos que se manifestaram, lamento que nossos símbolos e história sejam tão desconsiderados.
    Li alguns de seus textos. Ótimos. Agrego-me aos seus leitores.
    Grande abraço,
    Antonio Nery Filho

    Resposta
    1. Cláudio Amorim Autor do post

      Queridíssimo Mestre,
      Seu comentário muito me honra. A alegria do reencontro é recíproca. Assinalo, contudo, que Luciano nunca nos deu trabalho, pois sempre foi um aluno tranquilo e educado.
      Grande abraço,
      Cláudio.

      Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s