A Vida de Betinho, em 279 Palavras

Betinho é um jovem baiano de classe média alta. Como tantos outros jovens baianos, Betinho gosta do Carnaval.

O Carnaval começava sábado, depois, sexta, mas hoje começa bem antes.

Na quinta de Carnaval, Betinho pulou, pulou, pulou. Bebeu. Beijou, Beijou, Beijou.

Na sexta, Betinho pulou, pulou, pulou. Beijou e bebeu, bebeu e beijou. Betinho transou com Silvinha, menina linda que ele não conhecia e talvez não volte a ver.

No sábado, Betinho beijou mais ainda, e mais bebeu. Transou com Mila, com quem já tinha ficado, mas que agora está ficando com Marcelinho.

No domingo – ufa! – Betinho bebeu e pulou, pulou, bebeu, bebeu e bebeu. Bebum, Betinho transou com… bom, ele não lembra o nome, mas era gostosa demais. Acha que era uma menina da escola, mas talvez não fosse. Mas acha que era menina.

Na segunda, Betinho bebeu mais um pouco, e mais pulou, pulou e pulou. Chegou junto de Mirinha, que foi namorada de Fábio, que agora está ficando com Daniela. Mas não rolou com Mirinha: na segunda, Betinho não transou.

Na terça, Betinho bebeu, pulou, beijou, bebeu, beijou e pulou. Tomou uma pílula azul. Transou, transou, transou, a essa altura, pouco importa com quem. Mas acha que eram meninas.

Na quarta, como um deus soberano, Betinho descansou sob o olhar orgulhoso dos pais, em seu ap de frente pro mar.

Na quinta, Betinho voltou às aulas, cheio de Carnaval em todos os poros.

Betinho ainda vai a muitas festas, em março, abril e maio… e depois, o São João.

Depois das festas da primavera e do verão, no ano que vem tem mais Carnaval. Nos intervalos, Betinho vai à academia.

A vida de Betinho é emocionante.

4 ideias sobre “A Vida de Betinho, em 279 Palavras

  1. oskriri

    Me peguei lembrando que eu e meus amigos (ainda adolescentes) ficávamos intrigados imaginando como muita gente se encaixava nesses ciclos e como pra algumas dessas pessoas essa era a força motriz de suas vidas. Trabalhar, para aqueles que não tinham os pais pra bancar, era só para ter dinheiro e pagar as festas e os custos desse estilo de vida. Na manhã seguinte ao final de uma festa todo o papo girava em torno de levantar as estatísticas (quantas beijou, com quantas ficou, quanto bebeu) e planejar qual seria a próxima farra.

    Resposta
  2. Cláudio Amorim Autor do post

    Oscar,
    Assim cresce a indústria cultural, tirando de um lado o que as pessoas recebem do outro, sob a forma de minguados rendimentos. Na Bahia, evidentemente, essa forma de exploração se agrava.

    Resposta

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s